www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

Telefone e WhatsApp (11) 99118-5007


São Paulo, 21 de maio de 2019

Atualizado às 22h15

online


Roberto José de Souza

"As planilhas estão erradas. Macchione enganou os funcionários. Os vereadores precisam cassar o prefeito"

As planilhas individualizadas dos funcionários municipais que apresentam o valor de quanto cada municipiário tem a receber - a título de atrasado do dissídio de 2015 - estão erradas. A informação é do presidente do Simcat, Roberto José de Souza. Segundo Souza, elas foram preparadas pela prefeitura, com o apoio de uma empresa contratada. Porém, na análise prévia do Simcat constatou-se que a administração deixou de fora os juros do período, além do auxílio alimentação e fez confusão com o desconto previdenciário dos celetistas estáveis.

Na sexta-feira, o Simcat conseguiu apanhar o pen drive contendo as planilhas. Roberto José de Souza e o advogado do sindicato estiveram no Tribunal de Justiça onde receberam o documento digital. No sábado, ao analisar as planilhas, constataram o erro. Mesmo assim, com o erro, o Simcat estará disponibilizando a todos os municipiários - inclusive aqueles que não são sindicalizados - as planilhas para verificação. Sem os juros e o auxílio alimentação, os funcionários são prejudicados. No caso dos celetistas, ao cobrarem um valor a mais por conta da previdência, também sofrem prejuízos.

Para Roberto José de Souza os erros são grotescos e indicam que foi algo pensado previamente com a intenção de ganhar tempo para não pagar os atrasados do dissídio. E mais: o presidente do Simcat imputou a situação dos funcionários à briga entre Legislativo e Executivo. Para ele, se os vereadores tivessem aprovado o projeto de transferência do Meio Ambienta para a SAEC o prefeito já estaria preparando as condições para pagamento dos valores.

Mas como Macchione está nesta situação, Roberto defende a cassação do mandato do prefeito. "Seria uma outra política, um outro modo de governar". O presidente do Simcat diz ainda que Macchione enganou os trabalhadores e "isso não se faz".

O Simcat estará comunicando ao Tribunal de Justiça esta situação e solicitará a impugnação das planilhas apresentadas pela prefeitura. E mais: irá requerer, nos autos, a constatação de litigância de má fé por parte do prefeito. Caso o Tribunal constate essa situação, Macchione poderá ser processado.

Por outro lado, a empresa que participou da elaboração das planilhas informou ao Simcat que participou apenas da montagem do programa, mas os dados eram inseridos pelo Departamento de Recursos Humanos da administração. Vale um registro: na semana passada, o diretor do RH da prefeitura, Ricardo Ercoli, pediu exoneração de seu cargo. Não se sabe ainda se o afastamento de Ercoli, que estava na função há anos, esteja relacionado com a crise do dissídio.




A cada atualização, esta coluna receberá novos comentários e informações. Colabore enviando seu e-mail para arthur007@uol.com.br, com o título "Na Ponta da Pauta", ou através do WhatsApp - (011) 99118-5007. Após recebermos a informação, realizaremos a checagem e publicação. Sigilo absoluto. Passando a Limpo: é você quem faz!


Opinião

O importante é ganhar a eleição, o resto é resto...

Arthur Godoy Júnior

Amigo leitor, querida leitora. Neste último final de semana, como até o padre Albino sentado na praça sabe, estive em Catanduva. Conversei muito, pude andar pela cidade e ver o estado em que nos encontramos. Descrever os problemas catanduvenes já caiu no lugar comum. São tão visíveis, escancarados, que falar novamente sobre isso é correr o risco de se tornar repetitivo. E o pior: não adianta apontar os problemas já que estamos diante de um governo completamente incapaz de reagir. O prefeito está mais preocupado em se livrar de uma cassação - e manter em ritmo acelerado as obras da canalização do rio - do que tentar colocar a casa em ordem. Por isso mesmo, Catanduva hoje parece um quebra-cabeças desmontado e dentro da caixa. Ninguém sabe onde é o começo e muito menos o fim. Quando você acha uma peça, perdeu a outra.

Por outro lado, nas caminhadas da vida, encontrei muita gente. Políticos, assessores, jornalistas, pessoas do povo, funcionários públicos, da iniciativa privada, autônomos, desempregados, aposentados, comerciantes, comerciários, e muitos amigos. Notei que a grande preocupação do momento é praticamente uma só: eleições de 2020. Muitos querem saber quem serão os candidatos, quem está apoiando quem, as coligações inexistentes na área do legislativo, os acordos e conchavos de bastidores. Pré-candidatos se preparam para a eleição, mas percebi claramente que isso significa que a meta é simplesmente ganhar o voto do eleitor. Os problemas da cidade e como resolvê-los, são outros quinhentos. Talvez, acreditem que na hora de eleição montem um plano de governo, feito nas coxas, todo mundo aceita as lorotas que estarão no papel e toca-se o barco. Não há propostas, sugestões, soluções ou sequer discussão clara sobre o futuro da cidade.

Você pode argumentar que "está muito cedo para isso". Pois bem, vamos aos fatos. Nunca é cedo demais para uma discussão sobre a sociedade, seus problemas e como encontrar soluções. Você não precisa estar montado em um cargo público para apontar - em praça pública - o que a população necessita e quais seriam as saídas para este labirinto político/administrativo que a cidade está passando. Afonso Macchione foi eleito com a promessa de que "faria mais", e só. Não tinha um único projeto viável, um estudo sobre a situação financeira da cidade, o que fazer com o rombo financeiro da administração e como sair das cordas. Resultado: pensou que cortando gastos, ou deixando de cumprir promessas, tudo estaria resolvido e deu no que deu. Sua administração é medíocre, abaixo da crítica, e se tivesse um pouco de responsabilidade, apresentaria um pedido de desculpas e voltaria a vestir o pijama do ostracismo.

As eleições fazem parte do jogo, mas não é o ponto mais importante. As pessoas precisam de alternativas viáveis, concretas, com propostas que possam ser realmente executadas. Saúde? Educação? Saneamento básico? Segurança? Funcionalismo público? Contas municipais? Tudo isso precisa ser discutido imediatamente. Se existem candidatos, e pessoas preocupadas com o município, não dá para esperar. Não podemos aceitar planos de governo mirabolantes e mentirosos, que buscam apenas enganar as pessoas que acreditam num futuro melhor. Temos que conhecer candidatos, propostas, ou pelo menos saber publicamente o que pensam sobre as aflições da população.

Talvez digam que "eu preciso ganhar para poder fazer alguma coisa". Errado. Vocês precisam fazer alguma coisa para ganhar.

Antes de uma eleição, precisamos pensar na cidade e em sua população.

Meu nome é Arthur Godoy Júnior.

Este é o site Passando a Limpo, atualizado diretamente de São Paulo.

E amigos leitores, fiquem bem. Onde quer que vocês estejam...






CANAL ARTE DA GUERRA

Comandante Robinson Farinazzo Casal


Olá Arthur,

estava lendo os comentários do seu grupo, e vi que algumas pessoas reclamaram dos políticos, especialmente dos Vereadores, que eles dever ir ao UPA pra ver a situação. Se vc me permitir externar a minha opinião. Se eu fosse Vereador, não iria no UPA, de jeito nenhum. Afinal outro dia um vereador foi reclamar de um médico no CEM, e saiu de lá algemado. Então estão certo mesmo, ficar nos gabinetes, por que vão nos locais e saeem presos. E depois vi um monte de comentários dizendo que estava querendo aparecer, outro de um jornalista dizendo que ele fez isso de caso pensado. Então se eu fosse vereadora nunca que iria ali.

O povo e ingrato.

Mande seu recado, sua reclamação, sugestão, ajude a sua cidade. O e-mail para contato é arthur007@uol.com.br. Você pode clicar no link acima e escrever seu comentário.



A notícia não tem hora para acontecer...

GRUPOS DE WHATSAPP PASSANDO A LIMPO

DIA 09/05/2019 - 156 VAGAS

Os leitores do site Passando a Limpo que tiverem o aplicativo WhatsApp podem receber em primeira mão as notícias mais importantes do dia. Política, cotidiano, esportes, prestação de serviços, utilidade pública, administração, enfim, tudo isso em seu aparelho celular.

Acompanhe praticamente em cima da hora o fato, as repercussões, as opiniões. Saiba antes de todo mundo aquela notícia que será a discussão do dia seguinte.

A partir desta segunda, estamos lançando nosso grupo número 5. Mais 256 vagas para que todos recebam as notícias e comentários em tempo real.

Para participar é fácil.

É só clicar no link abaixo.

Diariamente informaremos o número de lugares disponíveis.

Afinal, a notícia não tem hora para acontecer...

Clique no link abaixo (ou nas imagens acima), e faça parte de nossa comunidade.



Opinião

O futuro é uma ilusão ou Fantasias mal cosidas sobre o bicentenário da cidade

Luiz Roberto Benatti

Recebi ontem, pelo Messenger, pedido de curtição de programa sobre o bicentenário da cidade, gestado pelo Brida. Não o fiz porque o meu gosto pelo absurdo não se estende de Artaud para a falta de imaginário local.Temos de reaprender como pensar com clareza e empurrar nossa cultura emperrada para frente.Estamos a 99 anos do bicentenário e no primeiro ano seguinte ao centenário. Torço para que a responsável pela Cultura bote numa gaveta o projeto e lá o deixe até 2118. Duas palavras ao Brida: quando você posta foto de seu pai como jogador, você fala do Passado no Presente; quando os estudantes universitários saem à rua para bradar contra a demolição do Conhecimento, estamos falando do Presente no Presente; se você se referir ao Futuro, não se esqueça de que estará falando do Futuro no Presente e sobre ele você poderá delirar à vontade para concluir que o Futuro não existe se não como puro imaginário.


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

PARA ENTRAR NA PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG - NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI. DEPOIS, CURTA E SIGA. ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS



WhatsApp - (11) 9 9118-5007



PASSANDO A LIMPO NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI E CURTA



http://twitter.com/arthurgodoyjr



PARA SABER MAIS INFORMAÇÕES DE CATANDUVA E REGIÃO:


Tempo e temperatura


Google


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


ENTRE EM CONTATO

(011)

99118-5007

ou...

(011) - 99118-5007 - WHATSAPP

E-mail: arthur007@uol.com.br


PODERES


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (11) 99118-5007. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)



Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (11) 99118-5007, (0xx11) 2725-134. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.