www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

Telefone e WhatsApp (11) 99118-5007


São Paulo, 15 de outubro de 2019

Atualizado às 22h00

online



A notícia mais importante desta atualização

Governo muda discurso e diz que terreno onde Coplan pegou terra não é da Fafica

Todos os detalhes, logo abaixo...




Boa noite Arthur!

Essa residência fica na rua Americana, 390 - Jardim Bela Vista. Há três meses está desse jeito. Já reclamamos na prefeitura, e até agora nada.

O que mais é preciso fazer?

Leitor

Mande seu recado, sua reclamação, sugestão, ajude a sua cidade. O e-mail para contato é arthur007@uol.com.br. Você pode clicar no link acima e escrever seu comentário.





VAMOS ILUMINAR O NATAL!!!

Se você é comerciante, preste atenção nesta informação. O Sincomércio, a Prefeitura, ACE e Sesc, estão unidos para realizar a Campanha Natal Iluminado.

Para tanto, a sua ajuda é fundamental!! Para participar do projeto os comerciantes serão separados por quarteirões e dividirão o custo da iluminação da quadra, enquanto a mão de obra ficará a cargo da Prefeitura.

Os comerciantes custearão o material, enquanto a mão de obra será assumida pela Prefeitura, é isso mesmo! O orçamento, pesquisa e pedido global desse material será organizado pelo Sincomercio, buscando o menor preço e mantendo a qualidade. De antemão, o sindicato conseguiu estimar que o custo por loja não chegará à R$100, valor irrisório frente a benfeitoria para o comerciante e a cidade.

O envolvimento direto dos comerciantes e empresários da cidade para realização da campanha É FUNDAMENTAL. Com ela, buscamos ofertar atrativos para os consumidores de Catanduva e da microrregião, além de fortalecer o comércio e as atrações culturais e populares da cidade.

Participe, basta entrar em contato com o Sincomércio (17) 3531-5900.


- A prefeitura mudou na tarde desta terça-feira seu posicionamento sobre as denúncias de que a empresa Coplan, que realiza a canalização do Rio São Domingos estava apanhando terra de terreno da Fafica. O fato foi levantado pelo vereador Maurício Gouvêa, e já houve pedido de apuração por parte do Ministério Público.

- A princípio, o governo disse que o terreno era da Fafica e que havia um acordo verbal autorizando a retirada da terra - sem qualquer pagamento. Bastidores cheramn a ventilar a versão que em troca da terra a Coplan estaria abrindo uma nova via de acesso à Fafica.

- Mas na tarde desta terça-feira, a prefeitura soltou uma nota de esclarecimento. Ela negou que o terreno fosse da Fafica, e disse que cabe ao poder público indicar o local para retirada da terra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Catanduva vem a público esclarecer que, após recebimento de denúncia e a suspensão da retirada de terra de área existente nas proximidades do campus do Instituto Municipal de Ensino Superior – IMES, foi realizado levantamento topográfico e constatado que o local em questão é do município, e não da autarquia.

O fato é explicado por doação de área do IMES ao governo municipal, durante a gestão anterior, com o intuito de que fosse construído um campus da Fatec no local, mediante o repasse da área ao Governo do Estado de São Paulo. Com a mudança de planos pelo Estado, a propriedade foi devolvida ao município.

A Prefeitura esclarece, ainda, que a empresa contratada para realizar a canalização do rio São Domingos não tem, no escopo do seu contrato, a responsabilidade de fornecer a terra necessária para a obra.

Como prática comum, a Prefeitura indica o local da extração, de forma a aproveitar o serviço para nivelar pontos da cidade sem que tenha custos com isso. Cabe à empresa, por contrato, a escavação, remoção e transporte do material. No caso em questão, o intuito é nivelar o espaço existente em frente ao campus e, após, restituí-lo ao IMES.


- A promotoria pública de Catanduva recebeu nesta segunda-feira, 14, representação para que apure a "doação" de terra por parte da Fafica, com o aval da prefeitura, para a empresa que está realizando as obras de canalização do Rio São Domingos.

- Segundo denúncia do vereador Maurício Gouvêa, e confirmada pela própria administração, a empresa Coplan estava apanhando caminhões de terra em terreno do IMES/Fafica. Pela lógica, e normas de mercado, a empreiteira deveria comprar os caminhões e aí sim utilizá-los na obra de canalização. O vereador recebeu a informação que tudo isso estava sendo de forma gratuita, e aparentemente ilegal, e conseguiu flagrar o momento emm que a empresa apanhava terra do terreno da Fafica.

- Após a denúncia, a prefeitura informou que havia uma autorização "verbal" para que a empresa apanhasse terra naquele local, porém, até segunda ordem está suspensa a prática. O governo não informou quem deu a autorização verbal, mas nos bastidores já se comenta que foi uma iniciativa da própria direção da Fafica.

- Segundo os corredores da instituição, seria uma "troca de gentilezas". A Fafica cederia a terra para a Coplan que se encarregaria de abrir um novo acesso para o Campus da faculdade. O problema é que até mesmo a abertura de uma nova passagem depende de autorização superior já que não se abre qualquer rua ou acesso sem um estudo prévio. Se essa história for confirmada, tanto a Coplan quanto a Fafica, com as bençãos da prefeitura, erraram duplamente. Uma pela retirada de terra no terreno da autarquia e a outra por querer abrir um acesso sem autorização ou estudo.

- Defensores da direção da Fafica dizem que os alunos estão "indignados" com a postura de Maurício Gouvêa, que teria atrapalhado uma boa iniciativa para a faculdade.

- Bem, se forem os mesmos alunos que são inadimplentes e ajudam a afundar ainda mais as contas do IMES/Fafica - deficitário - melhor procurar outros aliados.

- A promotoria deve apurar os fatos e se ver indícios de irregularidades pode instaurar uma ação civil pública.

- Ontem, publicamos que o PSDB teria comunicado a André Beck que o vereador não seria candidato a prefeito pelo partido. Pois, as esquinas dizem que o chute partiu do vereador e não do ninho tucano.

- Bem, não importa quem chutou quem. A verdade é que o PSDB não terá Beck como candidato a prefeito.

- Mudando de pato para ganso. A cassação do ex-prefeito Afonso Macchione, pelo jeitão, aposentou todos os vereadores da oposição. Quem berrava na tribuna, hoje mia.

- Os pré-candidatos a vereador - nas próximas eleições - não querem saber de entrar em partidos compostos por medalhões e parlamentares da ativa. Eles acreditam que funcionarão apenas como escada nas eleições.

- Pelas novas regras, os partidos não poderão coligar e cada legenda conseguirá eleger um candidato a cada 5 mil votos (aproximadamente). Por isso, quem entrar em partido que já tenha um candidato forte, corre o risco de somar votos para outro entrar.

- Os grupos de WhatsApp do site Passando a Limpo completam um ano. São mais de mil pessoas ligadas e interagindo sobre tudo o que acontece na cidade. Agradecemos a todos.

- Atualmente, são cinco grupos. Para entrar, é só clicar nos links disponíveis nesta página. Ou solicitar a entrada através do whatsapp (11) 99118-5007.

- Com o Dia de Finados se aproximando, as reclamações de familiares surgem com toda força. Cemitérios estão sendo alvo de vândalos e ladrões. Uma história que se repete.

- Prefeitura, Sincomércio, Ace e Sesc estão se unindo para criar um Natal Iluminado. A prefeitura entra com a instalação das lâmpadas e os comerciantes se cotizam para comprar as luminárias. A expectativa é que se gaste R$ 100,00 por comerciante para iluminar grande parte comercial da cidade.

A cada atualização, esta coluna receberá novos comentários e informações. Colabore enviando seu e-mail para arthur007@uol.com.br, com o título "Na Ponta da Pauta", ou através do WhatsApp - (011) 99118-5007. Após recebermos a informação, realizaremos a checagem e publicação. Sigilo absoluto. Passando a Limpo: é você quem faz!


A notícia não tem hora para acontecer...

GRUPOS DE WHATSAPP PASSANDO A LIMPO

DIA 14/10/2019 - 101 VAGAS

Os leitores do site Passando a Limpo que tiverem o aplicativo WhatsApp podem receber em primeira mão as notícias mais importantes do dia. Política, cotidiano, esportes, prestação de serviços, utilidade pública, administração, enfim, tudo isso em seu aparelho celular.

Acompanhe praticamente em cima da hora o fato, as repercussões, as opiniões. Saiba antes de todo mundo aquela notícia que será a discussão do dia seguinte.

Para participar é fácil.

É só clicar no link abaixo.

Diariamente informaremos o número de lugares disponíveis.

Afinal, a notícia não tem hora para acontecer...

Clique no link abaixo (ou nas imagens acima), e faça parte de nossa comunidade.

VOCÊ TAMBÉM PODE PEDIR O ACESSO ATRAVÉS DO WHATSAPP (11) 99118-5007


Opinião

Entre reclamar e fechar as portas, melhor fechar...

Arthur Godoy Júnior

A prefeitura de Catanduva, o SESC, o Sincomércio e a ACE se reuniram na semana passada - no gabinete da prefeita Marta - para discutir alternativas para o Natal 2019. Possivelmente, a prefeitura vai colocar nas ruas os 300 Papais Noéis - uma iniciativa que tenho minhas restrições, mas o povão gosta. Porém, isso não basta para tentar alavancar o comércio e o interesse da população pelas promoções e ofertas que os empresários possam apresentar. Há anos, o comércio catanduvense vem enfrentando a crise que assola o Brasil e os resultados não são satisfatórios. Apesar do otimismo de alguns, as portas continuam sendo fechadas, onde funcionários perdem o emprego e os empresários amargam a falência. E não adianta culpar São José do Rio Preto, pois a coisa está tão feia que tem que se pensar duas vezes para enfrentar 112 kms (ida e volta), e um pedágio para lá de salgado.

Na reunião entre prefeita e as entidades surgiu uma proposta para lá de interessante. A administração entra com a instalação de lâmpadas e cada grupo de comerciante ficará responsável por angariar fundos para iluminar o quarteirão. Segundo estimativa do Sincomércio, se todos colaborarem, cada comerciante deve desembolsar algo em torno de R$ 100,00. Se levarmos em consideração que isso pode ser revertido numa cidade mais bonita, agradável e iluminada - atraindo os clientes para as regiões de comércio - é uma ninharia. Com todo o respeito, o comerciante que não tiver R$ 100,00 para investir na tentativa de atrair clientes, deve fechar suas portas com urgência. Principalmente numa das principais épocas do ano, que é o Natal. Para competir com os festejos natalinos, acho que só o Dia das Mães.

Se o projeto for bem elaborado, estudado e houver a participação não apenas da prefeitura e das entidades, mas também dos empresários, temos tudo para ter um Natal diferente. Quem não vai querer passear com a família numa rua toda iluminada especialmente para o Natal? Isso valoriza não apenas as ruas, mas o comércio. Com investimento usado da maneira correta, o retorno é garantido. Claro que a crise continua nas ruas, estamos vendendo o almoço para comprar a janta. Mas entre reclamar e investir, melhor investir. E quem desejar ficar batendo no ponto da reclamação, melhor fechar as portas. Se chorar rendesse frutos, minha goiabeira estaria cheia. Muitos dizem que o comércio da cidade é fraco, que ninguém colabora. Outros, alegam que a clientela viaja para outras cidades. Mas ora, se ficarmos sentado reclamando, de braços cruzados, aí mesmo é que a vaca vai para o Parque Mandaçaí, o maior brejo público do mundo.

A cidade de Gramado tem o Natal Iluminado. Ah, mas você pode dizer que não dá para comparar Gramado com Catanduva. Sinceramente, não dá mesmo. Há uma diferença gritante entre aquela cidade e a nossa. Porém, um dia alguém começou algo diferente por ali, investiu em enfeites, em promoções, espalhou Papai Noel pela cidade inteira (e acreditem, o calor do Rio Grande também é escaldante no verão), e se tornou um ponto turístico de fama internacional. No momento, Catanduva não é ponto turístico sequer local. Por isso mesmo, qualquer coisa que venha a tentar chacoalhar a inércia local será bem vinda. Por isso mesmo, é hora da cidade se unir e trabalhar para que Catanduva tenha um Natal diferente, e quem sabe, iniciar um ciclo renovará a cada ano.

Não sou comerciante, mas se fosse, seria um dos primeiros a procurar meios de incrementar meu comércio, minha loja. A iniciativa é iluminar o quarteirão? Vamos iluminar o quarteirão, o poste, a bunda do guarda, enfim, mostrar que apesar das dificuldades temos que acreditar em dias melhores. Por incrível que pareça, alguns jogam contra. Mas esquecem que a economia sem uma injeção financeira e de ânimo, vai para o buraco. E leva todo mundo junto. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco, e talvez seja a última grande iniciativa para que Catanduva - a cidade do Carnaval In Memorian - possa retomar um pouco sua liderança regional.

Rio Preto continuará sendo uma opção para os clientes catanduvenses? Sim, continuará. Mas não será todos os dias que as pessoas irão visitar a cidade vizinha. Sendo assim, mangas arregaçadas, escada nos postes, e vamos iluminar a cidade. Tirem o escorpião do bolso, acreditem em seus potenciais, e boa sorte a todos.

Pois se for para ficar sentado reclamando, melhor fechar as portas. Pelo menos não atrapalha quem pretende ajudar...

Procurem a prefeitura, a ACE, o Sincomércio e o SESC.

Meu nome é Arthur Godoy Júnior.

Este é o site Passando a Limpo, atualizado diretamente de São Paulo.

E amigos leitores, fiquem bem. Onde quer que vocês estejam...


- O vereador Mauríci Gouvêa denunciou em suas redes sociais que a empresa Coplan, contratada pela SAEC para a canalização do Rio São Domingos está utilizando na obra caminhões de terra retirada de área pertencente à Fafica.

- Segundo o vereador apurou e acompanhou pessoalmente, os caminhões da empresa vão até o IMES/Fafica, recolhem a terra e a encaminha até a canalização. Para Maurício Gouvêa isso está irregular pois no momento em que participa da licitação ou fecha o contrato, a empresa se compromete a fornecer a mão de obra e o material.

- No caso, a terra seria parte deste material, como se fosse um saco de concreto. A retirada de uma área pública, como o caso da Fafica, pode configurar uma infração.

- E são vários caminhões que estão tirando terra da Fafica e jogando na canalização do rio.

- A prefeitura se manifestou. Através de nota de esclarecimento, informou que "A Prefeitura de Catanduva esclarece que a empresa contratada para realizar a canalização do rio São Domingos não tem, no escopo do seu contrato, a responsabilidade de fornecer a terra necessária para a obra. A Prefeitura indica o local da extração, de forma a aproveitar o serviço para nivelar pontos da cidade sem que tenha custos com isso. Cabe à empresa, por contrato, a escavação, remoção e transporte do material.

No caso, a Prefeitura autorizou a retirada de terra de área do IMES de forma verbal. O intuito é, futuramente, deixar nivelado todo o espaço existente em frente à instituição. Não houve, portanto, prejuízo a nenhuma das partes – empresa, Prefeitura ou IMES. Apesar disso, a prefeita Marta do Espírito Santo determinou a suspensão imediata da retirada de terra daquele local até que o procedimento seja formalizado junto à direção do IMES."

- Maurício Gouvêa deve encaminhar esta denúncia ao Ministério Público. Ainda mais depois que o governo reconheceu que autorizou esta retirada de terra "de forma verbal".

- O vereador André Beck que vinha sendo sondado pelo PSDB para ser candidato a prefeito está fora do ninho tucano. Segundo informações, as negociações não avançaram e o vereador decidiu seguir seu caminho.

- O PSDB continua sem candidato a prefeito na cidade. Luis Pereira, presidente da Câmara, já avisou que irá continuar concorrendo apenas como vereador.

- Na atual conjuntura, ninguém está muito a fim de ser o boi de piranha do PSDB em Catanduva.

- Nesta terça-feira, a Câmara Municipal volta a discutir projeto de André Beck que autoriza a SAEC a criar um fundo assistencial para que pessoas carentes - devidamente comprovado - possam ter isenção nas tarifas de água. O projeto já bateu na trave por duas vezes.

- Outro projeto que será apreciado é o de Nilton Cândido que proíbe a instalação no município de radar fixo ou móvel para a prática de fiscalização e multas de trânsito.

- Projeto que autoriza a prefeitura municipal a ceder um veículo à Associação Pão Nosso, do Padre Osvaldo, deverá ser aprovado. E falando na Associação, continua com suas contas bloqueadas por conta daquela situação envolvendo aquisição de um grande terreno para transformar em lotes.

- Segundo informações obtidas de uma fonte da Secretaria de Finanças. Todos os salários de servidores, incluindo 13º, serão pagos até o final do ano. Realmente, a prefeita não usará os R$ 5 milhões devolvidos pela Câmara Municipal para o pagamento do Cartão Alimentação atrasado referente ao dissídio de 2015.


CANAL ARTE DA GUERRA

Comandante Robinson Farinazzo Casal


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

PARA ENTRAR NA PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG - NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI. DEPOIS, CURTA E SIGA. ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS




WhatsApp - (11) 9 9118-5007



PASSANDO A LIMPO NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI E CURTA



http://twitter.com/arthurgodoyjr



PARA SABER MAIS INFORMAÇÕES DE CATANDUVA E REGIÃO:


Tempo e temperatura


Google


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


ENTRE EM CONTATO

(011)

99118-5007

ou...

(011) - 99118-5007 - WHATSAPP

E-mail: arthur007@uol.com.br


PODERES


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (11) 99118-5007. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)



Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (11) 99118-5007, (0xx11) 2725-1346. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.