www.passandoalimpo.com

Arthur Godoy Júnior

arthur007@uol.com.br

(17) 99119-2715


São Paulo, 28 de abril de 2017

Atualizado às 08h50

online



NOTA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES

Com relação aos desdobramentos da eleição interna do PT de Catanduva, enviamos esta nota pública, no intuito de esclarecer o caso:

1) Diferentemente do que vem sendo divulgado, a votação ocorrida em 9 de abril do Processo de Eleição Direta (PED), em Catanduva, não foi cancelada. A anulação diz respeito a apenas uma das urnas - itinerante - localizada no Parque Glória III.

2) A anulação da referida urna nada tem a ver com as supostas fraudes divulgadas por alguns. O que motivou a decisão do Diretório Estadual foi o modo equivocado como se deu apuração dos votos daquela urna do Glória III. O responsável pelo local de votação retirou a urna do local, conduzindo-a até a Câmara, pois pensava que os votos deveriam ser contados todos ao mesmo tempo, em único lugar. Porém, pela regra do PED, a contagem teria de ser realizada no próprio local de votação. A retirada da urna abriu margem para os questionamentos que se seguiram, os quais acabaram por ser acatados pela direção estadual.

3) A disputa municipal foi com chapa única. Portanto, o recurso não foi apresentado por uma chapa de oposição. Os votos recebidos pelo candidato a presidente eleito e pela chapa vencedora no município não foram questionados, mas sim os da Macrorregião, onde havia dois candidatos e duas chapas na disputa.

4) Frise-se, portanto, que a anulação daquela urna deveu-se ao modo equivocado como se deu a apuração. O fato de os votos daquela urna terem sido cancelados em nada muda o resultado do PED no que se refere à eleição municipal em Catanduva, uma vez que os votos conferidos ao professor Leandro e à chapa vencedora na urna da Câmara foram mantidos. Ele será o próximo presidente municipal do PT e terá pela frente a missão de fortalecer nosso partido na luta contra as medidas nefastas que vêm sendo implementadas pelo governo golpista e ilegítimo de Michel Temer, do PMDB.

Atenciosamente,

Ana Paula Carnelossi – presidente do PT de Catanduva


ESPAÇO DA CÂMARA - JORNAL DA CÂMARA


Opinião

Exemplo da impunidade catanduvense...

Arthur Godoy Júnior

A permanência da secretária de Educação em seu cargo é uma afronta ao direito administrativo e todo o discurso legalista adotado pelo prefeito em sua vida pública. Macchione sempre se pautou na história de pau que bate em Chico também acerta Francisco, apesar de todo o meio político saber que na prática, na prática, a coisa não é bem assim. Desde a compra de palmeiras imperiais de marido de secretária, até mesmo o nepotismo que aconteceu em um de seus mandatos, com um irmão ocupando a vaga de secretário da Saúde (apesar de na época não ser ilegal), vemos que o atual prefeito tem um discurso mas o cotidiano mostra outra realidade.

Desde o último final de semana, toda a cidade tem conhecimento que a secretária deixa seu cargo para dar aulas, durante o dia, em colégio particular. Sua foto estampa uma das páginas do tal colégio. A prefeitura foi questionada e ficou em silêncio. Inclusive, recebi a confirmação através do meio assessor de imprensa, Guilherme Gandini - que ocupa uma pasta e responde por outra, algo assim, de que uma nota seria encaminhada. Estou esperando até agora. O Ministério Público abriu uma investigação, e através do jornal O Regional a prefeitura se limitou a exaltar a qualidade administrativa da secretária e garantir que ela faz 40 horas semanais.

O problema não está apenas na questão moral de se deixar o serviço para dar aula particular. A situação se complica pela transgressão máxima de que cargos políticos são obrigados a ter dedicação exclusiva à sua função. Aliás, é por isso mesmo que os salários não são baixos, e foi com esta desculpa que o prefeito Afonso Macchione deu uma acelerada salarial nestes cargos em seus primeiros mandatos. Se fosse para transformar a prefeitura em um bico, qualquer salário serviria. Mas a Constituição Federal é clara ao determinar que este tipo de atividade tem que ser exclusiva.

Imagine numa cena em que ocorre um acidente grave em uma escola, num determinado período. Vão para o local o prefeito, o vice, o chefe de gabinete, a diretora da escola...menos a secretária. Onde está a principal responsável pela pasta? Viajando numa reunião na Secretaria da Educação? Cuidando de algum projeto? Participando de algum seminário? Não. Ela está dando aulas numa escola particular e terão que esperar o término desta atividade para que ela possa verificar o que está acontecendo.

Não entro no mérito da capacidade administrativa da titular da pasta. Mas volto a afirmar que sua permanência é insustentável e ilegal. Este governo, que sabe investigar funcionários com rapidez, finge que nada está acontecendo. Se a secretária não pedir sua demissão ou não for demitida, independente do discurso que for adotado, Macchione e seus comandados perderão a moral pública de cobrar algo de qualquer cidadão. Pois pau que bate em Chico não está batendo em Francisco. Aliás, a secretária já deveria ter pedido demissão. Está sangrando a céu aberto, e mesmo que fique, será apenas um ponto de referência - negativo - dentro do governo.

Bem, depois que o prefeito editou um decreto de Calamidade Financeira, com um monte de blá, blá, blá, restrições, criação de comitê de crise (nessa eu gargalhei), e depois foi em sua própria rádio dizer que era mais informativo que jurídico, acho que seriedade não tem sido um ponto forte da atual administração.

Uma pena que o político que dizia que não era político se mostra um péssimo político.

Meu nome é Arthur Godoy.

Este é o site Passando a Limpo, atualizado diretamente de São Paulo.

E amigos leitores, fiquem bem. Onde quer que vocês estejam...


- Deu fantasma em eleições municipais realizadas pelo Partido dos Trabalhadores. Pelo menos em cinco cidades, o partido teve que cancelar os resultados obtidos em seus diretórios por suspeita de fraude. Até morto votou. Uma das cidades em que as eleições foram canceladas foi Catanduva, onde o professor Leandro Oliveira, líder sindical ligado aos professores, havia ganho a eleição e a presidência do partido. Segundo a oposição, antes mesmo de terminar o horário oficial, a urna foi dar uma passeada. Em outras cidades, constatou-se que pessoas falecidas foram relacionadas e votaram.

- Talvez, psicografaram.

- Um episódio desse acabou sendo péssimo para a imagem de Leandro de Oliveira, que surgia como uma nova possibilidade política dentro do PT. Por enquanto, a assessoria do partido em Catanduva não se manifestou oficialmente sobre o assunto.

- Não convidem para o mesmo tatame alguns membros esportivos da cidade e o ex-secretário Jean Bertozzi. Segundo informações de bastidores, nas próximas semanas deverá ser instalada uma CEI do Esporte para apurar pagamentos e repasses de valores aos profissionais. Há suspeita que entre a saída do dinheiro de um lado e a chegada de outro, surgiu um pedágio. Vereadores estão apurando.

- Na realidade, desde os tempos dos primeiros mandatos de Afonso Macchione funcionou dentro da área esportiva uma cooperativa que recebia e repassava valores. Ela se manteve com o governo Vinholi. E são históriais e mais histórias, por enquanto ainda não apuradas, sobre como funcionava esta cooperativa. Agora, se for aberta uma CEI e tudo for colocado em pratos limpos, talvez a situação se complique.

- Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 25, a reunião mensal do Conselho Municipal de Saúde. Tudo estava indo muito bem, até o momento que o advogado do Mahatma Gandhi, que administra o UPA, perguntou ao secretário municipal de Saúde sobre um ofício cobrando valores ainda não repassados, e glosados, por parte da prefeitura. O secretário alegou que não havia recebido o ofício, mas o departamento jurídico e financeiro da entidade hospitalar confirmou o seu envio. Nesta questão, o advogado Wilton Carvalho avisou que iria mandar o documento para o Ministério Público Estadual, Federal e Tribunal de Contas, já que era clara a irregularidade de não pagamento por parte da prefeitura.

- Foi o suficiente para o secretário perder a calma, fazer uma cena, e até mesmo pedir a presença da Guarda Municipal no local. Segundo o secretário - que já havia atuado anteriormente na administração Geraldo Vinholi - as palavras de Wilton Carvalho seriam uma "ameaça". O advogado negou estar ameaçando o secretário, mas alertou que se os pagamentos não forem pagos conforme o contrato estipulado, com posicionamentos unilaterais, vai comunicar todos os órgãos responsáveis pelo repasse do dinheiro. Inclusive, o Ministério da Saúde.

- Então, pelo que deu a entender, a prefeitura tem recebido verbas dos órgãos e repassado apenas parte deste valor? Se for isso, só nos resta dizer: bonito, muito bonito.....

- Falando em órgãos oficiais, a prefeitura de Catanduva continua enfrentando problemas no Tribunal de Contas. Dentre as licitações suspensas ou canceladas estão a compra de materiais de escritório, contratação de empresas para manutenção preventiva de veículos. Nos despachos, os juízes alegam que algumas destas licitações estão restringindo a concorrência. Em outras palavras, um direcionamento. Os setores que aguardam estes serviços terão que esperar um pouco mais.

- O vereador Amarildo Davoli tem participado de reuniões semanais com o prefeito Afonso Macchione. Não só ele, como outros vereadores. Acontece que Davoli já começa a questionar o governo. Um dos pontos que o vereador não engoliu foi aquela história do pão de Marília. Durante quatro anos, os vereadores da oposição desceram a lenha no fato da prefeitura estar comprando pão de Marília, deixando os comerciantes locais de lado. Com a mudança de governo, nova licitação e o pão de Marília continua a ser servido nas escolas.

- Ao questionar o prefeito sobre isso, Davoli recebeu - contrariado - a simples explicação que Marília ganhou a licitação. E ponto final.

- E por enquanto, a prefeitura de Catanduva vai fingindo que a situação de sua secretária de Educação é regular. O Ministério Público já enviou os ofícios tanto para a prefeitura quanto para a escola em que ela trabalha.

A cada atualização, esta coluna receberá novos comentários e informações. Colabore enviando seu e-mail para arthur007@uol.com.br, com o título "Na Ponta da Pauta". Após recebermos a informação, realizaremos a checagem e publicação. Sigilo absoluto. Passando a Limpo: é você quem faz!


Administração

Ministério Público abre investigação sobre Secretária da Educação do governo Macchione que dá aulas em escola particular em horário de expediente

O Ministério Público de Catanduva instaurou nesta segunda-feira, 24, investigação para averiguar irregularidades que estariam sendo cometidas pela secretária de Educação do governo Macchione, Sandra Regina Bonifácio. Tanto a secretária quanto o prefeito poderão responder uma ação por improbidade administrativa. Apesar das denúncias publicadas pelo site Passando a Limpo terem repercutido por todo o final de semana prolongado, até o início da noite desta segunda-feira, a prefeitura não havia se pronunciado publicamente sobre o episódio.

O site Passando a Limpo recebeu informação na tarde desta sexta-feira, 21, que a secretária tem carga horária como professora na escola São Matheus, da rede privada. E mais: as aulas são ministradas pelo menos duas vezes por semana, no período da manhã.

Segundo a legislação, os agentes - secretários - são obrigados a ter dedicação exclusiva nos cargos que ocupam já que podem ser acionados pelo prefeito a qualquer hora do dia e da noite. E mesmo que não houvesse esse impedimento, a questão da compatibilidade de horários atinge em cheio a secretária. Ela está no cargo há dois meses. Uma fonte do site Passando a Limpo informou que é de conhecimento geral dentro da secretaria a função da secretária no colégio. Mesmo que ela abandonasse suas aulas no São Matheus, poderia responder, juntamente com o prefeito, por improbidade administrativa e ter que devolver os salários pagos pela administração.

Na secretaria da Educação, nos bastidores, a saída de Sandra Regina Bonifácio é apontada como certa. Além da irregularidade na questão de horários, a secretária é considerada próxima à diretoria do Colégio São Matheus, podendo dar prioridade ao seu cargo de professora no estabelecimento.

A promotoria já determinou envio de ofício ao próprio colégio para encaminhamento de toda a documentação - horários e cargas de aula da secretária.

Aliados do governo começam a alegar nas redes sociais que por ser professora, Sandra Regina poderia exercer estas funções. Porém, segundo entendimento da própria legislação, o cargo de secretário não é técnico ou científico, mas político. Em Ponta Grossa, no Paraná, um secretário de Saúde foi exonerado - por uma ação do Ministério Público, por atender em um hospital e um consultório médico.

O próprio colégio informa em seu site que Sandra Regina Bonifácio faz parte de seu corpo docente, ministrando aulas de matemática.

A professora poderá ser a segunda secretária da Educação a deixar o cargo em três meses de governo.


Em homenagem a Tiradentes

- Senhora secretária, um passinho à frente, por favor...


Finanças

Para Macchione, decreto de calamidade financeira foi mais "informativo" que jurídico

O prefeito Afonso Macchione já busca uma saída para o problema jurídico que deve enfrentar nos próximos meses com o decreto de Calamidade Financeira que publicou no início do ano. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, de sua propriedade, Macchione disse que a intenção do decreto era ser mais um informativo do que uma peça jurídica. Porém, o texto e a forma como foi publicado não há dúvida sobre a intenção de Macchione em driblar a Lei de Responsabilidade Fiscal e a ordem de pagamentos de fornecedores alegando situação de total crítica financeira na cidade.

No decreto, o prefeito estipula corte de despesas, volta de funcionários para cargos de origem - o que não aconteceu com alguns cargo de confiança que continuam em seus postos dentro das secretarias -, além de corte de horas-extras e a criação de um fictício Comitê Gestor da Crise, que na prática nunca saiu do papel. A partir daí, a prefeitura passou a lançar licitações normalmente, enquanto existe uma fila de fornecedores a espera de pagamentos atrasados desde junho do ano passado. Macchione chegou a realizar pequenos pagamentos, mas eles já pararam. Segundo o decreto, teria validade de 180 dias, podendo ser prorrogáveis pelo mesmo período.

O problema é que logo após o decreto, o próprio Tribunal de Contas do Estado e da União lançaram comunicados que este tipo de argumento jurídico não teria nenhuma validade. O site Passando a Limpo apurou que o departamento jurídico da prefeitura, através do chefe de gabinete, Ricardo Hummel, fez uma consulta informal sobre os problemas que a prefeitura e o prefeito poderiam ter caso houvesse reclamações junto ao Ministério Público. O que ele ouviu não foi uma notícia boa para Macchione. Caso algum fornecedor ou cidadão faça uma queixa, haverá a instauração de uma ação para apuração de eventual improbidade administrativa.

E o pior: na Câmara Municipal já tramita um pedido de impeachment do prefeito - solicitado por um contribuinte - onde ele aponta os danos causados pela confusão na emissão da Taxa de Lixo e as irregularidades na quebra cronológica de pagamentos aos fornecedores - "amparada" justamente pelo decreto de calamidade financeira. Ao tentar transformou o decreto em normas e instruções, Macchione tenta desqualificar o documento que publicou e escapar de uma ação mais séria dentro do Ministério Público e da Câmara Municipal.

Passando a Limpo apurou ainda que os vereadores aliados de Macchione, principalmente Cidimar Porto e Nilton Cândido estariam tentando buscar uma saída para apresentar em plenário um relatório isentando o prefeito de responsabilidade e quem sabe apontar o ex-prefeito Geraldo Vinholi como o autor de uma situação que teria obrigado Macchione a lançar o decreto. Porto e Cândido são defensores do prefeito e vem usando o espaço que possuem dentro do legislativo para tentar justificar qualquer ação ou comentário contra a atual administração.


Esses Dias vi tanta gente falando asneira! Tanta noticia de Corrupção! E muita gente defendendo corrupto neste Brasil, em São Paulo e em Catanduva; e infelizmente imagino que um dia isso possa acabar!!! Mas vai demorar.

Em Catanduva vejo algumas noticias envolvendo possíveis desvios de dinheiro público.

Vejo Muitas pessoas, massacrando o atual Prefeito, e outras tantas tirando o sangue do Ex-prefeito. Infelizmente muitos não se preocupam com a população e sim com o próprio umbigo.

Muitos do que Massacram o atual Prefeito, fazem isso pois perderam um boquinha, ou então devem ter “rabo” amarrado.

E muitos que estão tirando o sangue do Ex-prefeito, é porque não tiveram vez no mandato dele.

E você? Eu? As pessoas que só querem trabalhar para trazer o sustento de suas famílias?

Ontem nossa Cidade feitiço completou 99 anos, e o que conseguimos nesses tantos anos?

Olha o que conquistamos esta ai para todos verem, algumas indústrias, algum saneamento básico, um pouco de Saúde, outro tanto de Educação, Segurança? É fato que crescemos! Mas crescemos quanto? É fato que a qualidade de vida ficou melhor! Mas o quanto isso custa? A vida evolui! E a nossa Cidade?

Infelizmente Catanduva foi ficando para traz, por que Eu, Meu pai, Minha Mãe, Minha esposa, Meus Tios, Você! É VOCÊ!!! pensamos primeiramente no nosso próprio umbigo.

Os nossos Políticos, não são diferente. Entra um, sai outro, e quem fica para traz é CATANDUVA. Os meios de comunicação ajudam a denegrir a imagem dos políticos que eles não gostam, ou não os paga para falar bem. As pessoas se vendem em cada eleição por cesta básica, por 50 reais, por algum tipo de favor ou vantagem.

Sabe quando CATANDUVA vai voltar a crescer? Quando mudarmos a nossa cultura. O nosso jeito de pensar. As nossas atitudes egoístas. A forma de se posicionar politicamente, ou a favor, ou drasticamente contra.

Então a CATANDUVA, Parabéns!!! Aos seus munícipes, cultura, inteligência, humanismo. E que os nossos “Lideres” político, sejam menos fanáticos e mais sensatos, que sejam menos hipócritas e mais verdadeiros, que pensem menos no seu bem e mais no bem comum, pois ninguém obrigou a eles serem políticos, serem Vereadores, ou Prefeito. Se eles estão lá foi porque eles quiseram, ou por uma ideologia, ou pelo salário.

Mas estão lá, eleitos pelo povo e para o povo. Vamos fazer a nossa mudança, para mudarmos Catanduva para nossos netos.

Eu sou Rodrigo Cebola. E isso é o que acho.

Mande seu recado, sua reclamação, sugestão, ajude a sua cidade. O e-mail para contato é arthur007@uol.com.br. Você pode clicar no link acima e escrever seu comentário.


Administração

E a escuridão continua e governo sequer se justifica.....

Os leitores do site Passando a Limpo continuam enviando pontos da cidade que sofrem com a escuridão e lâmpadas queimadas. Há alguns dias, o setor de elétrica realizou a troca de algumas lâmpadas. Depois, parou.

AVENIDA BENEDITO ZANCANER AINDA ESTÁ NA ESCURIDÃO

- Na Rua Pitangueiras nada foi resolvido até agora

- Na Rua Municipal, acredito que é a rua mais escura da cidade, desde a Rua Sete de Setembro até a Rua Curitiba, só háum poste acesso...dá medo de passar até de carro........Chega a ser inacreditável o que estamos vendo ( ou não )..

- Rua Joinville n 751 vertoni -

- Avenida boiadeiro atrás do caic tem vários postes com as lâmpadas queimadas obrigado-

Rua Sergipe entre Araraquara e Santos, continua sem lâmpada, nas escuras

- Rua Novo Horizonte 104 - .escuro

- Sebastião Moraes às escuras ainda

- Rua Sergipe 1277 faz muito tempo que esta na escuridão, por favor nos ajude!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

- Passei pela rua Olinda entre Brasil e Maranhao hoje estava na escuridao.

- Na rua Icem, próximo ao número 240, mais de uma lâmpada queimada.

- Bom dia Artur mais uma vez Infelizmente o conjunto habitacional Pedro nechar o famoso bairro como a população chama de mim né que fica entre Pindorama e Catanduva está abandonado a iluminação não tem as ruas estão escuras cheias de buraco as Praças os canteiros todos com o mato bem alto tudo abandonado em infelizmente continua assim

- Rua Minas Gerais 58 ( quase esquina da Amazonas) bem no centro , às escuras há uma semana

- Na Rua Sergipe na frente do nº 1297, entre as ruas Santos e Araraquara está sem luz desde janeiro, Já fizemos reclamações várias vezes e até agora nada: só que na conta da luz vem cobrando taxa da iluminação pública

- Escuridão total no quarteirão da rua rio preto, entre Brasil e maranhão. Pleno centro. Os dois postes com as lâmpadas queimadas.

- Rua Navirai e Rua Corumba, varias luzes apagadas...Bairro Jd Sales

- Avenida Benedito Zancaner - trecho da Rodoviária até o posto macapá tem 13 postes c/ lâmpadas queimadas

- O bairro Pedro nechar tá escuro principalmente próximo à escola é o bairro inteiro que tá abandonado tanto escuro com as Praças ou Mato tomando conta e os buracos no asfalto tá tudo abandonado e nós pagamos lá Amigo o imposto mais caro da cidade

- Rua sergipe esquina com amapa v.rodrigues

- Rua santa izabel ao lado do velorio da vila celso

- Rua Elisiário x Rua Tietê, vila Celso

- Totalmente escuro sem contar que o velorio tambem a noite fica na maior escuridão !!!

- Um grande trecho da pista de caminhada do aeroporto está no escuro também.

- Rua são Paulo inteira desde as ponte de pedestres e os postinhos

- Rua Piauí esquina com a Maceió tem lâmpadas queimadas e na rua Paraná tem lâmpada que não apaga de dia.

- Avenida bom sucesso em frente ao 460 Jardim Nicoletti está com a lâmpada queimada e a Rua está cheia de buracos.

-Rua Novais esquina com a Rua Salto poste não tem iluminação desde janeiro e não adianta liga na prefeitura que não vem da manutenção

- Marin Rua Piauí esquina com Uruguaiana.

- Rua Pedro Soto Filho / Jardim Oriental...tem mais de 13 lâmpadas queimadas isso se não for mais...

- TARRAF , Rua Atlântida, do começo até o fim.

- Várias lampadas queimadas na rua guariba

- Rua São Carlos entre Aracajú e Recife - apaga e acende, fica uma escuridão

- RUA Camboriú entre Saverio Vertoni e Lajes

- Rua jornalista Sérgio Dias já reclamei faz quase 3 meses e não teve solução até hoje.

- Rua cafelandia de fronte ao número 1595

- Pca Nova Catanduva...

- Rua Mandaguacu com Vila Maria no Sebastião Moraes lâmpada apagada

- Na rua Ribeirão bonito no eldorado na esquina n397

- Rua atlantida ,570 no tarraf

Rua Belém 437 centro em frente a funeraria higienopolis 3 meses sem luz no poste

- Rua terra nova nas alturas dos numeros 700 a 800 ja fazen 2 meses ...gloria 4

- Rua Fortaleza esquina com Rua Professor Giordano Mestrinelli na Vila Rodrigues, ( o poste da esquina) 4 meses de ligações e protocolos e mais protocolos inúteis e nada foi resolvido..

- Rua Olinda entre a Maranhão e Brasil Centro.

- Rua Pirajuí 404, faz 5 meses q liguei na prefeitura e não aparece ninguém.

- Rua Professor Jair Juliano Pozetti, no Alto da Boa Vista. 2 lâmpadas queimadas no mesmo quarteirão.

- Rua Roberto Lima, no bairro NOVO TARRAF.

- Alameda Barcelona, JD CAPARROZ, uma vergonha!!!

- Rua Corumbá - J. Salles

- Rua Paris no Pachá e Rua dos Cravos esquina com Marcelo Coutinho que não tem nem poste de iluminação ainda

- Rua Caitité 1151 Jardim dos Coqueiros I.

- Na rua araraquara entre as ruas bahia e pernambuco temvvarios postes ok

- Rua Aparecida do Norte, 30 Bom Pastor, 3 postes, apenas 1 funciona com a luz piscando e 2 sem lâmpadas!

Rua Matão 312 ,não tem nem poste.

- Rua Barro Duro 950.. Rua Tabatinga próximo ao 364..Fui agraciado com as trevas duas vezes kkk

- Rua juacy luiz de lima com sedival sodam, José natal batista são 3 postes sem iluminação

- Rua birigui desde a paróquia de Santa Rita até o final dá rua vários postes com a luz queimada a meses

- Rua maranhao entre a Olinda e taquaritinga tem 4 postes sem luz !!!!


PROBLEMAS RESOLVIDOS

- No quarteirão da minha casa, rua rio preto entre brasil e maranhão, no dia seguinte as lâmpadas foram substituídas. Desde sexta-feira está tudo ok.

- Rua Santos 443 em frente da TNT academia!!!

- Rua Lucianopolis, RESOLVIDO!!

- Rua alecrim ja resolvido. Obrigada .


Prefeitura investe R$ 1,2 mi em medicamentos e normaliza estoque

A Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria de Saúde, investiu R$ 1,281 milhão na compra de medicamentos e conseguiu normalizar o estoque da farmácia municipal. O montante será suficiente para repor 108 tipos de remédios que estavam em falta desde quando a atual administração assumiu o governo, quando as prateleiras estavam praticamente zeradas. A lista padronizada da pasta conta com mais de 200 remédios.

A secretaria recebeu os itens gradativamente ao longo da última semana. Dentre os remédios mais comuns comprados nessa etapa estão dipirona, omeprazol, losartana e sinvastatina. De janeiro até agora, as aquisições foram feitas por meio de licitações, somadas a compras diretas, para dar agilidade aos trâmites e atender a demanda.

Os remédios recebidos estão sendo inseridos no sistema e, imediatamente, separados e distribuídos para todas as unidades de saúde do município. A Secretaria de Saúde orienta que os usuários com receita de medicamento pendente procurem sua unidade de referência para retirar o item.

“A burocracia é muito grande. Tivemos que fazer uma compra emergencial, pois não podíamos esperar mais, tamanha a carência que temos com relação à oferta de medicamentos”, ressaltou o prefeito Afonso Macchione.

Inventário

A Secretaria de Saúde de Catanduva começou a fazer um raio-x da situação da farmácia central com relação a quantidade de medicamentos existentes. O estoque atual, que está sendo conferido, irá compor o inventário do local.


"O prefeito está cumprindo a lei. Caso os funcionários não aceitem deverão dizer o porquê e solicitar outra proposta ao governo municipal. Claro que sempre respeitando a maioria em votação.

Como nós dissemos anteriormente, conhecemos o prefeito Afonso, a forma dele administrar. Durante a reunião o presidente do sindicato e diretores lutaram de todas as formas para um índice melhor de aumento, mas o prefeito, por sua parte, mostrou as dificuldades da prefeitura no momento, motivo pelo qual não teria nenhuma condição de dar além do IPCA, índice que reajusta o aumento do servidor. Eu pessoalmente entendo que a situação não é das melhores para a administração devido a queda de recursos e endividamento da prefeitura. Mas, espero que o senhor prefeito, possa em um curto espaço de tempo dar uma melhor condição salarial a todos funcionários municipais."

Pedro Cerose, da comunicação do Simcat - ou da prefeitura, sabe-se lá - acreditando esperar que em um curto espaço de tempo o prefeito apresente uma proposta melhor para os salários dos funcionários. Sugestão do Passando a Limpo ao amigo Cerose: "melhor esperar deitado..."


Social

Tribunal de Justiça rejeita pedido de Macchione para derrubar liminar que mantêm apoio da prefeitura no Cidadão do Futuro.

Não teve choro e nem vela.

Através de decisão do desembargador Dimas Mascaretti, o Tribunal de Justiça de São Paulo julgou improcedente a tentativa do prefeito Afonso Macchione (foto) em derrubar liminar expedida pela Justiça catanduvense que obriga a prefeitura a manter a estrutura que vinha sendo oferecida ao programa Cidadão do Futuro - através de recursos e funcionários.

No início do ano, alegando as dificuldades financeiras e que a manutenção de alunos que não fossem da rede pública municipal, o prefeito - através da Secretaria de Educação - cortou a possibilidade de repasses que manteria cerca de 600 jovens no programa. Em seguida, passou a recolher funcionárias municipais que prestavam serviços no Cidadão do Futuro, inclusive determinando sua volta para funções de origens - salas de aula.

O Ministério Público tomou conhecimento das dificuldades do programa e listando os benefícios do Cidadão do Futuro para a cidade ingressou com uma ação onde exigia que a prefeitura mantivesse toda a estrutura que estava sendo concedida no governo anterior. O juiz de primeira instância que está com a ação concedeu a liminar solicitada pela promotoria, obrigando Macchione e a secretária da Educação a manter a estrutura municipal.

Não satisfeito, o prefeito ingressou com um embargo no Tribunal de Justiça, tentando derrubar a liminar. Porém, sua intenção não teve o respaldo legal. Através de decisão do desembargador, o pedido de Macchione foi indeferido. Agora, a prefeitura terá que imediatamente repassar os valores e funcionários para o Cidadão do Futuro, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

No despacho, o desembargador apontou que:

Decisão Monocrática - Procedência Natureza: Suspensão de tutela de urgência Processo n. 2038206-59.2017.8.26.0000

Requerente: Município de Catanduva

Requerido : MM. Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal e Anexo da Infância e da Juventude da Comarca de Catanduva Ementa: Pedido de suspensão de tutela de urgência Decisão que deferiu liminarmente a tutela provisória de urgência de caráter antecipado, determinando a manutenção do programa de profissionalização denominado "Cidadão do Futuro", mediante repasse de recursos públicos necessários para a manutenção dos adolescentes já atendidos (estudantes da rede municipal e estadual), no prazo de 48 horas - Indispensável demonstração de que haverá grave lesão e de difícil reparação à economia e à ordem públicas - Pedido rejeitado.

Vistos.

O MUNICÍPIO DE CATANDUVA requer a suspensão dos efeitos da tutela de urgência concedida nos autos da ação civil pública n. 1000953-46.2017.8.26.0132, sob a alegação de grave lesão de difícil reparação. É o relatório. A suspensão dos efeitos da tutela de urgência pelo presidente do Tribunal competente para conhecer do recurso constitui medida excepcional e urgente destinada a evitar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia públicas, quando manifesto o interesse público, nunca consistindo em sucedâneo do recurso de agravo de instrumento. Por não ter natureza recursal, este incidente não admite a apreciação das provas ou o reconhecimento de nulidades processuais, cabendo apenas o exame da efetiva ou possível lesão aos bens de interesse públicos tutelados.

Nesse sentido, já se decidiu que o pedido de suspensão não se presta à "modificação de decisão desfavorável ao ente público" (AgRg na SL 39/SC, Rel. Ministro EDSON VIDIGAL), pois "na suspensão de segurança não se aprecia o mérito do processo principal, mas tão-somente a ocorrência dos aspectos relacionados à potencialidade lesiva do ato decisório em face dos interesses públicos relevantes consagrados em lei, quais sejam, a ordem, a saúde, a segurança e a economia públicas" (SS 2385 AgR, Rel. Min. Ellen Gracie). No caso em exame, a decisão determinou a manutenção do programa de profissionalização denominado "Cidadão do Futuro", mediante repasse de recursos públicos necessários para a manutenção dos adolescentes já atendidos (estudantes da rede municipal e estadual), no prazo de 48 horas. Não se vislumbram, in concreto, os pressupostos legais autorizadores do manejo deste excepcional instrumento. Isto porque, limitou-se o Município a referir que o deferimento da tutela de urgência caracteriza indevida ingerência do Poder Judiciário sobre atividade típica do Poder Executivo. Além do que o valor alocado no orçamento de R$ 348.000,00 seria suficiente apenas para manter o programa com os alunos da rede municipal, e que seria inviável a obtenção de créditos adicionais no exíguo prazo de 48 horas, temas típicos para serem debatidos no recurso ordinário previsto na legislação processual.

Em suma, não se divisa razão para o deferimento da medida excepcional pleiteada.

Dessarte, ausentes os requisitos legais, o caso é mesmo de indeferimento da almejada suspensão dos efeitos da tutela de urgência.

Ante o exposto, indefiro o pedido .


É só clicar

- Se eu pegar minha filha brincando de baleia azul vou deixar a bunda dela roxa...

- Não é por nada não, mas os delatores demoraram para falar. Agora, daqui a pouco vão delatar o próprio Moro...

- Claro que amamos os filhos de coração. Mas tem hora que dá vontade de colocar dentro de um avião, subir a 10 mil metros de altura, abrir a porta e empurrar....

- Sobre a história das marmitas no esporte. Se houve superfaturamento, quem roubou merece pagar. Mas se não houve, será de bom grado se o denunciante reconhecer isso e usar a tribuna para dizer com todas as letras que a coisa foi honesta. Pelo menos é o que se espera de pessoas que se dizem sérias.

- Tô começando a achar que o caixa 1 era o caixa 2 e o caixa 2 era o caixa 1.

- Vou ser sincero, não estou em Catanduva, não tenho como dimensionar. Mas amigos que aí estão, para arrumar o estrago feito pela chuva, ao lado da Pizzaria Cascata, se gasta R$ 1 milhão, como diz o prefeito?

- Nem todo político é ladrão. Nem todo ladrão é político. Mas quando as duas categorias se unem, ninguém segura...

- Um vereador está denunciando suposto esquema de corrupção na compra de marmitas, na secretaria de Esportes, da administração passada. Tem que investigar mesmo, e se achar culpado - com provas - a Promotoria Pública, inclusive na área penal, deve ser acionada. Meteu a mão? Pague por isso.

- E aí, pessoal do meio ambiente. Já começaram a dar aquela manutenção no Parque Mandaçaí?

- Ambulantes que estão no Aeroporto vão ser redirecionados para a proximidade do Parque dos Ypês. Bem, pelo menos os isolados que estão no UPA poderão ter lugar para comer alguma coisa...

- O prefeito disse em entrevista que tentará buscar recursos externos para consertar a avenida São Domingos. Vamos pela lógica. Demorou um ano para o governo do Estado liberar um projeto de estudo de reconstrução de uma ponte que liga duas cidades. Faz mais de um ano que o trevo da Fafica está parado. Para consertar a ponte, teve que ser redirecionado o dinheiro que estava previsto para consertar uma burrada de uma ponte de duas avenidas que se estreita numa única via (atrás da UPA). Se quiser consertar o problema logo, sem muito drama, sugiro ao prefeito direcionar parte do dinheiro que já arrecadou nos primeiros quatro meses do ano. A avenida São Domingos, no centro da cidade, não pode e não deve ficar daquele jeito. Bem, isto é, se quiser resolver logo o problema. Talvez, para quem defende uma calamidade financeira, um buracão no centro da cidade ilustra o cenário e engana os trouxas.

- Coelhinho da Páscoa mandou avisar que o chocolate este ano vai ser caseiro, feito em Itaquaquecetuba. Favor avisarem os médicos da família...

- Prefeito Afonso Macchione foi entrevistado pela TV Tem. Falou muito bem, sobre nada. Perguntas que passaram muito longe da realidade local. Mas isso não é problema do entrevistado, que tendo boa onda, surfa tranquilo. De importante a informação que a ponte da avenida São Domingos deve ficar transitável em quatro meses - tempo que o prefeito achou curto - e a de Novais, seis meses. Mas que ainda está em fase de licitação.

PARA LER OS PRINCIPAIS ARTIGOS E COMENTÁRIOS PUBLICADOS NO FACEBOOK - CLIQUE AQUI


Enquanto isso...

- 4,7% de dissídio?

- Vão pagar em dinheiro ou pão francês?


Dia seguinte...

- Mas você não falou que ia valorizar o funcionário? Com 4,7%?



Aguardando atualização...


http://twitter.com/arthurgodoyjr


Colunismo mais que social tem nome e sobrenome:

Arlindo Gutemberg

- Também entrei em férias...

PARA ACESSAR A PÁGINA DE ARLINDO GUTEMBERG NO FACEBUNDA - CLIQUE AQUI OU NO LINK ACIMA -





Tempo e temperatura


- Velho prefeito...

- Velhos problemas...



Em algum lugar do passado...

Há um ano...

O rio São Domingos transbordava...


Para avaliar o que leu no site Passando a Limpo e o nosso trabalho e linha editorial, clique no banner acima.

Coleta de dados em 28/01/2017

O que você achou do que leu no site Passando a Limpo?

O site foi imparcial, isento e pluralista. 7.14%

O site foi parcial. 35.71%

Passando a Limpo exagerou, foi sensacionalista. 14.29%

As matérias e opiniões apresentadas foram coerentes. 14.29%

O site Passando a Limpo não preencheu minhas expectativas. 7.14%

Passando a Limpo foi completo. 0.00%

Passando a Limpo foi preconceituoso. 0.00%

O site omitiu informações. 0.00%

Passando a Limpo foi pontual e excelente. 14.29%

Passando a Limpo está desatualizado. 0.00%

Passando a Limpo não está nem melhor nem pior que os jornais. 0.00%

Os colunistas foram bem. 0.00%

Os colunistas foram lamentáveis. 7.14%

Após a leitura, nada tenho a avaliar. 0.00%


Google


JORNAIS


PODERES


ENTRE EM CONTATO

99119-2715

(017)

- Não precisa discar código de operadora. É direto!

ou...

(011) - 99118-5007

(011) - 2725-1346

E-mail: arthur007@uol.com.br


Conectados

Onde estão os nossos leitores...

No Brasil

Potirendaba, Palmares Paulista; Novais; Elisiário; Tabapuã; Novo Horizonte; Carapicuiba; São Pedro; Ribeirão Preto ; São Paulo ; Catanduva ; São Jose Do Rio Preto; Campinas ; Araraquara ; Bariri ; São Carlos; Brasilia ; Rio de Janeiro; Marilia ; Sorocaba; Aracaju ; Presidente Prudente; Araçatuba ; Lins ; Paulínia; Osasco ; Fernandópolis; Porto Alegre ; São Jose Dos Campos; Uberlandia ; Barretos ; Franca ; Braganca Paulista; Santo Andre ; Americana ; Piracicaba ; Bauru ; Recife ; Tres Lagoas; Guarulhos ; São Vicente; Belo Horizonte; Assis ; Santos ; Hortolândia; Pindamonhangaba; Apucarana ; Jundiai ; Cuiaba ; São Caetano Do Sul; Nova Odessa ; Leme ; Indaiatuba; Navegantes; Pelotas ; Curitiba ; Salvador ; Goiania ; Rio Claro; Florianópolis; Barueri ; Manaus ; Taubate ; Limeira ; Itajuba ; Adamantina; Fortaleza ; João Pessoa; Presidente Epitácio; Santa Maria ; Cornelio Procópio; Blumenau ; Mogi-Guacu ; São Leopoldo; Londrina ; Bélem ; São Luis; Lorena ; Cascavel; Campo Grande; Suzano ; Botucatu ; São Sebastião; São João Da Boa Vista; Natal ; Ourinhos; Vitoria ; Porto Velho; Laranjal Paulista; Nova Iguacu ; Macapa ; Porto Ferreira; Caxias Do Sul; Chapeco ; Maceió ; Pocos de Caldas; Novo Hamburgo; Vila Velha ; Joinville ; Niteroi ; Dracena ; Cubatão ; Petrópolis; Uberaba ; Criciuma ; Teresina ; Canoas ; Conquista; Palmas ; Iperó ; Vitória Da Conquista; Imperatriz ; Vicosa ; Sete Lagoas; Porto Real ; Juatuba ; Itarare ; Jaguarari ; Santa Rosa; Caçador ; Ponta Grossa; Tupã ; Araguaina; Macaé ; Alfenas ; São Bernardo Do Campo; Eunapolis ; Passo Fundo; Cafelândia ; Flores Da Cunha; Cabo Frio ; Sobral ; Rio Verde; Mocóca ; Parobe; Itaperuna ; Barra Mansa; Campos ; Ribeirão Pires; São Jose Do Rio Preto; Lençóis ; Caetite ; Ijui ; Braço Do Norte; Mossoró ; Juazeiro Do Norte; Campina Grande ; Simões Fiho ; Floresta ; Teófilo Otoni; Três Corações; Teresópolis ; Paulista ; Dourados; Santana Do Livramento; Itaguai ; Itapetininga; Araxa ; Lajeado ; Cataguases; Cotia ; Avare.

Ao redor do planeta

United States ; Canada ; United Kingdom ; Panama; Argentina ; Portugal ; Italy ; Spain; France; Nigeria; Japan ; Angola; Germany; Chile ; Switzerland ; Ireland ; Turkey ; Guatemala ; Ecuador ; Russia ; Mozambique; Netherlands ; Sweden ; New Zealand; Czech Republic; Bolivia ; Colombia ; South Korea; Estonia ; Mexico ; Norway ; Paraguay ; Dominican Republic.

Fonte: Google


Sua cidade não está na lista? Mande-nos um e-mail para que possamos atualizá-la.


Se você gostou deste site, acha que falta alguma coisa, colabore com a gente. Envie e-mail para arthur007@uol.com.br, ou telefone para (17) 9119-2715. Precisamos do seu apoio e incentivo, já que esta página é editada em São Paulo - S.P., a 385 km de Catanduva e região. Nossa intenção é informar, debater e ajudar. Mande suas informações, fotos, comentários. Ajude a manter este espaço. Agradecemos desde já. (Passando a Limpo)


Atenção!

Para ter Passando a Limpo em seu órgão de informação, ou receber material editorial de Arthur Godoy Junior, entrar em contato com a direção do site pelos telefones, e-mail ou endereços citados nesta página. Consultorias em jornalismo e estratégias de informação também podem ser adquiridas pelo mesmo método.


Site Meter


Passando a Limpo é uma publicação on-line do jornalista Arthur Godoy Júnior (MTB 26.822) Endereço para contato: Rua Domingos Teotônio Jorge nr. 61 - Aricanduva - São Paulo - S.P, CEP 03904-040. Telefones: (17) 99119-2715, (0xx11) 2725-1346 e (0xx11) 99118-5007. E-mail: arthur007@uol.com.br - Hospedado na Locaweb - São Paulo. On-line desde 19/01/2003.